Aguarde...
Primeira Página
Agenda da Semana
Avisos ao Mercado
Linha direta com a Win
Colunistas
Alexsandro Nishimura
Bastter
Bruno Gonçalves
Choung Wei Su
Fábio Portela
Felipe Miranda
Filipe Villegas
Igor Graminhani
Nanna Pretto
Rogério Favalli
Relatórios Análise Gráfica
Fique de Olho
Long & Short
Radar Win
Rastreador de Figuras Gráficas
Semanal de Trades
Trades Recomendados
WinPoints
Relatórios Fundamentalistas
Balança Comercial
Contratos em Aberto
Monitor de Ofertas
Morning Call
Participação Relevante
Pesquisa Mensal do Comércio
Proventos
primeira pÁgina
Bolsas europeias fecham em alta impulsionadas por indicadores positivos dos EUA
BC vende 10 mil swap em operação de rolagem, num total de US$ 494 milhões
Crescimento pode ficar abaixo da meta de 4% este ano, diz presidente do BC
Ibovespa mostra volatilidade e NY recua com balanços
Quase um quinto das terras aráveis da China está contaminado por poluição, diz pesquisa
Volatilidade marca Ibovespa antes de feriado e vencimento de opções
Primeira Página Envie para um amigo Versão para impressão
04/06/2010 15h55
Tática x Estratégia
Por: Fernando Góes
Tamanho da fonte

O que significa cada uma e o que elas podem fazer por você no mercado

Existe uma frase muito boa que diz assim: “planejamento sem ação é inútil, ação sem planejamento é fatal”. Substitua a palavra planejamento por estratégia e, ação por tática, essa é a mensagem que quero passar neste artigo. Para ser um vencedor, não só no mercado, mas como em tudo na vida, é preciso ter muita estratégia e, pelo menos, alguma tática! Então, vamos tentar entender a diferença entre as duas palavras.

Estratégia, não é a toa que a coloco sempre na frente. Trata-se do principal segredo de tudo. Com estratégia você planeja realmente o que quer, início, meio e fim. Sabe aonde quer chegar, principalmente no longo prazo. Agora, dentro das estratégias você, obrigatoriamente, deve saber qual “tática” usar. Ou seja, tática é a forma como você fará para que sua estratégia seja bem sucedida. Essa é a diferença básica entre as duas.

Se a estratégia representa os fins, as táticas são os meios. Por exemplo, um time de futebol pode ter como sua principal estratégia jogar na defesa, quando o empate o classificar para a próxima fase. Mas se o goleiro adversário cair no chão e o time perceber, ele vai chutar para o gol sem hesitar, em uma ação puramente tática. No mercado acontece o mesmo. Você pode ter a estratégia de comprar em suportes para ter stops curtos, quando errar, e objetivos maiores, quando der certo. Mas o que você faria se, em um belo dia, o mercado abrisse com forte gap de baixa, pulando seu stop? Você teria que usar uma decisão puramente tática, mesmo que sempre a favor de sua estratégia, como vender, segurar, aumentar o stop, ver como fecha o dia etc.
 
Enquanto a estratégia é abstrata e baseada em objetivos de longo prazo, a tática é concreta e fundamentada no melhor movimento a se fazer de imediato.  Nossas decisões sempre serão uma mistura de análise e experiência. O que precisamos é ter consciência desse processo para, assim, conseguir aperfeiçoá-lo. Devemos ter uma visão ampla para avaliar as profundas consequências de nossas decisões práticas, ou, em outras palavras, necessitamos muito de estratégia para manter nossas táticas no rumo dela.

Acredito que é possível transformar um computador em ótimo tático, muitas vezes melhor do que o ser humano. O fato da máquina não ter emoção a torna muito mais disciplinada do que o próprio homem. Você pode, por exemplo, comprar um papel a R$ 40 e programar uma ordem Stop de venda em R$ 38,00, com um target (ganho potencial) a R$ 44,00, assim você perde menos quando erra e ganha mais quando acerta. Se o computador sempre agir dessa forma, tende a ser vencedor matematicamente no longo prazo.

Mas o que fazer quando o exemplo do gap acontecer? E quando não chegar no exato valor que você determinou ou a liquidez do papel não permitir que você consiga o lote inteiro no seu preço? Os computadores podem executar ordens sem errar ou ter influências emocionais e até fornecer respostas, mas são incapazes de criar as perguntas. E o principal segredo para manter o curso e ser bem sucedido é, justamente, descobrir as perguntas certas, como “qual é sua estratégia de longo prazo?” ou “quais táticas de curto prazo você seguirá?”.

Dia após dia uma onda cada vez maior de informações ameaça obscurecer a estratégia, já que aumentam muito os detalhes, como números, análises, reações etc. Por isso, as táticas serão fortes e corretas somente quando a estratégia por trás de tudo for sólida e clara.

Em meu próximo artigo, pretendo separar concretamente quais táticas e estratégias podem ser adotadas, nos aproximando cada vez mais do nosso perfil.

Para finalizar e ilustrar tudo o que foi dito, reproduzo a frase de Sun Tzu em “A arte da guerra”: “A estratégia sem tática é o caminho mais lento para a vitória, tática sem estratégia é o ruído antes da derrota”.

Histórico de notícias
» 17/12/2013 Juros sobre capital próprio: entenda melhor o significado
» 23/10/2013 Sardinhas e Tubarões
» 29/8/2013 Novos colunistas
» 10/7/2013 Novo Código de Mineração: o que pode mudar com ele
» 9/4/2013 Saber perder
Veja todo o histórico de notícias
Acompanhe tudo o que rola de novo na WinTrade.
Gostou? Divida essa experiência com seus amigos.
Sua opinião é muito importante! Diga o que achou da página da WinTrade e dê sugestões.
Avalie esta página
X
Gostaríamos de ouvir seus comentários. Qual sua opinião sobre esta página?

Ótima
Boa
Regular
Ruim
Comentário: Enviar